domingo, 18 de dezembro de 2011

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011




Um ensaio.
Um olhar, dois olhares, quatro pares.
Distante. Perto.
De riso atento. De pensar  disperso.

Imensidão em foco.
O belo, o zelo, a lamúria, o sonhar.
Tudo num. Tudo, tanto, nada.
Dois.

Nós atados, desatinados.
Em foco. Dois.
Em quadrados.

Daniela Gama – 2011.